Por problema de saúde, depoimento de Blatter em julgamento na Suíça é adiado

O ex-presidente da FIFA, atualmente com 86 anos, disse ao tribunal que estava muito doente para testemunhar

junho 9, 2022

O início do julgamento de Joseph Blatter e Michel Platini foi adiado para esta quinta-feira (9). O ex-presidente da FIFA, atualmente com 86 anos, disse ao tribunal que estava muito doente para testemunhar.

“Não estou bem. Tenho esses problemas que vêm e vão. Não consigo respirar bem. Não me sinto capaz no momento de responder a um interrogatório”, afirmou Blatter ao chegar para depor no tribunal. Os três juízes disseram que o julgamento estava sendo executado em um cronograma apertado, mas que poderia ser feito nesta quinta.

Vale lembrar que Blatter e Platini, ex-presidente da UEFA, enfrentam acusações de fraude, peculato e corrupção. Se forem considerados culpados, eles podem ser multados ou até mesmo presos.

“Estou convencido de que a justiça será total e definitivamente feita a mim depois de tantos anos de acusações e calúnias selvagens. Vamos provar em tribunal que agi com a maior honestidade, que o pagamento do restante do salário me era devido pela FIFA e é perfeitamente legal”, disse Platini.

A dupla foi banida do Como jogar blackjack pelo Comitê de Ética da FIFA por pagamentos suspeitos. Blatter renunciou em 2015, por pressão de patrocinadores devido a escândalos de corrupção na entidade. Já Platini, apontado como possível sucessor de Blatter, viu o seu objetivo desmoronar por conta do escândalo.

“É óbvio que a FIFA foi prejudicada. Dois milhões de francos suíços foram roubados. O pagamento de Blatter para Platini nunca foi aprovado pela FIFA”, acrescentou Catherine Hohl-Chirazi, advogada da FIFA, refutando o argumento de Platini.